FANDOM


L Lawliet

LLawliet

L

Tumblr lptwl5ybqL1qfg386

DramaL

Netflix poster L

Aparições
Estreia no mangá:

Capítulo 1: Tédio

Estreia no anime:

Episódio 2: Confronto

Filme(s):

Death Note
Death Note: The Last Name
L: Change the WorLd
Death Note (2017)

Jogo(s):

L the ProLogue to Death Note: Spiraling Trap
Death Note: Kira Game
Death Note: Successor to L

Outras mídias:

Drama de TV: Episódio 1
Full Metal Panic! The Second Raid (episódio 6)
Jump Super Stars
Jump Ultimate Stars

Informações gerais
T.C.C:

Hideki Ryuga (流河 旱樹, Ryūga Hideki)
Ryuuzaki (竜崎, Ryūzaki)
Eraldo Coil (エラルド=コイル, Erarudo Koiru)
Deneuve (ドヌーヴ, Donūvu)
Suzuki (スズキ, Suzuki)

Raça:

Humano

Gênero:

Masculino

Data de nascença:

31 de outubro de 1982 (1979 no mangá)

Data de óbito:

5 de novembro de 2007 (2004 no mangá)

Idade:

24-25 anos

Ocupação:

Detetive

Informações estatísticas
Inteligência:
  • 8/10
Criatividade:
  • 10/10
Interesse:
  • 9/10
Iniciativa:
  • 9/10
Resistência emocional:
  • 10/10
Habilidades sociais:
  • 1/10
Outro atributo:
  • Gula: 10/10
Elenco de voz
Seiyû:

Kappei Yamaguchi (山口勝平, Yamaguchi Kappei)

Dublador(a):

Sérgio Cantú

L Lawliet (エル, Eru Rõraito), mais conhecido como L, é o antagonista, que mais tarde virou deuteragonista da série de anime/mangá Death Note.

L é um detetive de renome mundial que assume o desafio de capturar o serial killer conhecido apenas como Kira. Em sua investigação, L torna-se altamente suspeito de Light Yagami e torna seu objetivo de provar que a Light Yagami é Kira.

Conhecido por nunca falhar em seus casos, e sempre escolher apenas os que lhe interessam investigar.

AparênciaEditar

L é um jovem muito magro, alto, de cabelo bagunçado e olhos escuros. Uma de suas características mais notáveis é a sombra abaixo cada um de seus olhos (olheiras), um resultado de ele ser um insone. L é sempre mostrado estar vestindo calça jeans azul e uma camisa branca de mangas compridas. Ele quase nunca usa sapatos ou meias, preferindo ir descalço, mesmo em público. Isto foi demonstrado quando ele visitou a escola da Light Yagami e foi visto com os pés descalços, enquanto sentado em um banco, sem se preocupar em vestir seus sapatos até que ele levantou-se a andar.

Porém, a maioria desses aspectos é deixado de lado no Drama, já que lá, L veste sapatos e sempre usa roupas brancas e limpas, vendo que Watari sempre está limpando-as e passando-as, além de que L se senta "normalmente" (mesmo ainda não sendo do mesmo jeito, ele se senta mais relaxado em cadeiras e poltronas), deixando seu pé para cima. Sua aparência física no Drama e nos filmes é de um rapaz não tão magro, menos claro (principalmente no Drama, onde ele tem uma pele de claridade comum entre os japoneses) e é visto como, mais bonito, entre todos, sendo diferente do que no anime, onde ele é esquisito e estranho.

No filme americano do Death Note, L é negro e usa uma máscara para cobrir sua identidade, ele faz anúncios públicos e não é tão cuidadoso como nas outras mídias (principalmente comparado ao Drama, onde L é extremamente cuidadoso). Aqui, suas roupas são mais comuns e, com acessórios as vezes extravagantes, como visto usando no carro óculos brilhantes.

PersonalidadeEditar

L é muito secreto, e só se comunica com o mundo através de seu assistente, Watari. Ele nunca mostra seu rosto para o mundo em pessoa, em vez disso representa-se a si mesmo com uma letra maiúscula L desenhado com a fonte "Old English MT" ou "Cloister Black". É mais provável que seja "Cloister Black" como de "W" de Watari é diferente em fonte "Old English MT."

Após a reunião do grupo Força Tarefa japonesa, ele solicita que a força-tarefa se refiram a ele como "Ryuzaki" como uma medida adicional de segurança. A Força-Tarefa nunca soube seu verdadeiro nome, não é revelado no mangá ou anime.

L é muito inteligente, embora sua desarrumada e indiferente aparência mascarem seus grandes poderes dedutivos e muitos questionam suas habilidades e de sua visão. L tende a adivinhar tudo o que é a ele apresentado, e é extremamente meticuloso e analítico. Ele é bom em enganar os seus adversários, e está disposto a tomar medidas drásticas para resolver o caso. Algumas de suas táticas são bastante ousadas, como o seu contratado prisioneiro de corredor da morte Lind L. Tailor posar-se como L ao vivo na TV, a fim de capturar Kira, enquanto outros parecem bizarros para os envolvidos, como algemar-se em suspeita de Kira ser Light Yagami . Ele também aparenta ter um senso de humor seco ou sarcástico. Embora ele tende a ser educado, a alguns (como membro do Grupo de Trabalho da Força Tarefa, Shuichi Aizawa), L pode parecer condescendente às vezes.

Usando de subterfúgios, desinformação, e um conhecimento analítico da natureza humana para ajudar a atrair um suposto assassino em uma falsa sensação de segurança e possivelmente torná-lo descuidadamente um excesso de confiança, L, por vezes, consegue o que quer através de canais anormais ou possivelmente criminais. Sempre L dá porcentagens para indicar o quanto ele suspeita de uma pessoa cometer um crime, tais como "cinco por cento", ele pode de fato ser mais de noventa por cento convencido de sua culpabilidade. Apesar de L diz a Light que ele está entre os suspeitos menos prováveis com uma das mais baixas porcentagens de probabilidade, na realidade, L é "quase certo" que Light é Kira. Como escritor da série Tsugumi Ohba disse rindo, fazendo alusão as táticas de L sobre Light ser o Kira: "A verdade é que ele é um mentiroso".

Ele também tem várias peculiaridades, como prefere se agachar em vez de se sentar, comer apenas alimentos doces (como sobremesas, doces e frutas) e a realização de itens usando apenas o polegar e um dedo. Ele também tem uma forma incomum de sentar-se, com ambos os pés sobre a cadeira. Ele afirma que, se ele se senta, normalmente, sua capacidade de raciocínio cairia de 40%. Curiosamente, no mangá, ele é visto sentado no chão em uma pose semelhante à forma como seria de meditar, ao pensar profundamente sobre o caso Kira. Ele é muitas vezes visto organizando objetos e muito atentamente o empilhamento, ou de outras maneiras que jogam com eles, seus itens de alimentos básicos. L é quase sempre encontrado durante a execução de ações que são consideradas inadequadas ou rudes em público. Estas ações/hábitos incluem cortar as unhas com a boca, colocando os pés em móveis, curvar-se, mastigando com a boca aberta, falando com a boca cheia, e chamando observações pessoais que possam ofender outros.

Embora ele é frequentemente visto sentado e inativo, L mantém uma alta capacidade atlética. L tem ficado na Inglaterra por cinco anos, e durante esse tempo ele foi o campeão de tênis na Copa de Juniores Inglesa. Ele também tem um talento especial para artes marciais, o que é demonstrado em sua breve luta com Light. No capítulo 38 do mangá, L sugere que mesmo que ele só coma alimentos doces, ele permanece abaixo do peso porque o cérebro utiliza mais calorias de qualquer órgão do corpo.

Quando perguntado sobre etnia de L , o criador da série Tsugumi Ohba respondeu: "Eu penso nele como um quarto japonês, um quarto inglês, quarto russo, quarto francês ou italiano, assim." Ohba disse que L é o personagem mais inteligente de toda a série de Death Note, porque "a trama exige". Ele acrescentou que ele, pessoalmente, vê L como "um pouco mal".

No filme da Netflix de 2017, L é arrogante e age por impulso, não costuma ser cuidadoso e sempre está fazendo anúncios públicos ou está no meio de multidões. Ele confronta Light diretamente sempre, até em perseguições de carro, e se mostrou muito temperamental, principalmente após a morte de Watari.

DescriçãoEditar

Watari e L

L e Watari

L foi criado por Quillish Wammy (que posteriormente se tornaria Watari), que o levou a seu orfanato, Wammy's House, após a morte dos pais do garoto. Após perceber a inteligência dele, Watari o treinou e apoiou-o em seus casos. A idade em que L se tornou detetive é desconhecida, mas em pouco tempo tomou a fama de melhor detetive do mundo, cuja opinião é extremamente valiosa entre as organizações policiais e investigativas do mundo. Após L começar realmente essa fama, Watari usa o orfanato para criar sucessores do L, pegando os órfãos mais super-dotados e os treinando para que um dia eles possam substituir L. A, o verdadeiro sucessor de Lawliet, acaba cometendo suicídio devido à pressão de ter de se tornar L, e B se torna o próximo na sucessão, mas sua vontade de superar L torna-se obsessiva, causando os eventos de Another Note.

Death NoteEditar

The Wammy's HouseEditar

A informação a seguir foi baseada em L FILE No. 15.

L foi encontrado por Watari como uma criança e foi levado para o orfanato conhecido como da Wammy's House, uma casa para crianças superdotadas. Algum tempo depois, Watari percebeu que L tinha inteligência incrível e mais tarde o ajudou em seus casos. L tornou-se um detetive em uma idade jovem, desconhecido e, eventualmente, ganhou uma reputação como o maior detetive do mundo cuja opinião é muito valorizada.

O capítulo de 5 páginas mostra detalhadamente a convivência de L com as crianças do orfanato, e seu primeiro caso, tudo narrado por Watari. Watari começa contando sobre um "órfão sem nome" intitulado de L, que não havia uma hora que estava lá e já havia causado confusão, nocauteando diversos órfãos. L diz a Watari que estavam tentando "aplicar violência" contra ele, de que "eles começaram" e declara "eu sou a justiça." Watari explica que L ficava com os brinquedos de que gostava porque era mais forte que as outras crianças, e que o garoto normalmente brincava sozinho. Um certo dia, L pede a Watari que lhe dê charadas, quebra-cabeças e jogos mais difíceis.

Ele dá ao garoto um quarto próprio para que brincasse nele, e L diz que ter seu próprio quarto era "legal". 3 dias depois, L pede a Watari um computador, pois comunicação pelo computador o daria "poder". Desde então, o garoto não saía mais da frente do computador, o que Watari acha estranho, pois a internet não havia sido aperfeiçoada e a grosseira máquina ocupava quase o quarto todo.

L começou a dizer a Watari onde investir seu dinheiro, fazendo-o multiplicar sua fortuna em 20,000 vezes em um período de dois anos. Anos depois, enquanto lia um jornal, L diz a Watari que "este caso de assassinato é mais difícil que qualquer quebra-cabeça ou jogo". O caso não tinha pistas e Watari diz que quando L o solucionou e enviou um e-mail à polícia com o nome do assassino, "seus olhos brilhavam". Foi este momento que Quillish Wammy decidiu se tornar Watari, o porta-voz e assistente de L.

Caso KiraEditar

Na discussão inicial da Interpol sobre o caso Kira, L falou aos membros que tinha absoluta certeza de que os ataques cardíacos estavam sendo causados por alguém, e que, baseado nas primeiras vítimas, era um cidadão japonês. L então criou um esquema de transmissões regionais no Japão para provocar Kira, começando em Kanto, a região do primeiro assassinato. Kira acaba se revelando, matando Lind L. Tailor, o criminoso no corredor da morte que se passava por L logo na primeira transmissão, quando este diz que Kira é "do mal". Nesta transmissão, L prova que Kira matará a qualquer um que entrasse em seu caminho, e que o assassino estava na região de Kanto, no Japão.

L forma uma força-tarefa na polícia japonesa e, após uma demissão em massa por parte dos investigadores, apenas o comissário chefe Soichiro Yagami e os detetives Shuichi Aizawa, Kanzo Mogi, Touta Matsuda, Hideki Ide e Hirokazu Ukita (nos filmes live-action, uma investigadora chamada Sanami também pertence à equipe). Depois de algum tempo, L deduz que Kira poderia ser um estudante, baseado nos horário das mortes baterem com os horários de escolas japonesas.

L suspeita que Kira tenha informações da polícia japonesa e logo pede a agentes do FBI que investiguem membros da força-tarefa e seus familiares. Depois da morte dos agentes do FBI (incluindo Raye Penber, que investigava a família Yagami), L suspeita que Light Yagami seja Kira, e logo põe escutas e câmeras na casa da família Yagami, vigiando os hábitos dos familiares do comissário, enquanto outra equipe cuidava de outra família investigada por Penber.

Ele então ouve do desaparecimento de Naomi Misora, noiva de Penber, que havia trabalhado para ele no caso BB em Los Angeles, e cogita a possibilidade dela ter tentado investigar Kira e acabado morta. Em várias ocasiões, Light parece provar sua inocência, mas o fato de que "se ele fosse Kira, o caso estaria resolvido", motiva L a mantê-lo como suspeito principal. L então decide se arriscar e, baseado na premissa de que Kira precisa tanto do rosto quanto do nome da pessoa para matar, decide aparecer para Light, tornando-se aluno na Universidade To-Oh (a mesma onde Light se graduaria), confiante de que, se fosse morto, Light seria considerado o suspeito número um do caso.

Plano de KiraEditar

Após introdução de L como Hideki Ryuga, Light se sente pressionado a tentar matá-lo, mas acaba desistindo da ideia pois, além do nome ser provavelmente falso, ele não tinha certeza de que este L não era outro dublê. Mesmo que Light conseguisse matar L neste período, ele levantaria suspeitas instantâneas sobre ele mesmo se o fizesse.

O nome Hideki Ryuga havia sido escolhido pois era o nome de um ator/cantor pop muito famoso, e se Light escrevesse seu nome no Death Note haveria uma boa chance de pensar involuntariamente em seu rosto, e a morte do ator apontaria Light como Kira. Quando L prendeu Misa Amane, Light pôs seu plano mestre em ação, oferecendo-se a ser preso, abdicando da posse de seu Death Note e esquecendo todas as memórias relacionadas ao caderno e a Ryuk.

Misa Amane faz o mesmo, e o Shinigami Rem (por ordem de Light) dá seu caderno a um ser humano egoísta e ganancioso (no caso, Kyosuke Higuchi do Grupo Yotsuba). Light decide ajudar L a capturar o novo Kira, aceitando a oferta de juntar-se à Força-tarefa Japonesa, apesar de permanecer algemado a L durante o caso inteiro. Após a captura do terceiro Kira, Light toca no caderno e recupera temporariamente suas memórias, puxando um pedaço de Death Note escondido em seu relógio e escrevendo o nome de Higuchi nele. Quando este morre, a posse do caderno passa de Higuchi a Light, devolvendo-lhe suas memórias completamente.

Morte de L

Morte de L.

Light pede a Misa (que havia ouvido a história do Death Note de Rem quando esta a avisou sobre as intenções de Higuchi) que encontre o caderno escondido no bosque, para que recuperasse suas memórias e escrevesse o nome de L no Death Note. Misa não lembra o nome real de Ryuzaki e acaba por fazer o "acordo dos olhos" novamente (desta vez com Ryuk). L desenvolve um plano para testar a veracidade das regras "extras" do Death Note (escritas por Ryuk a mando de Light), mas Rem nota que a expectativa de vida de Misa havia sido cortada ao meio novamente, e entende seu amor por Light. Reconhecendo a superioridade de Light (um humano capaz de matar um Shinigami), Rem escreve o nome de Watari e L em seu Death Note com a intenção de impedir a morte de Misa (algo que os Shinigami nunca deveriam fazer), fazendo com que os anos remanescentes da vida da Shinigami passem a Misa. Rem vira "algo entre areia e ferrugem" e desaparece, morrendo.

LegadoEditar

L previu a aproximação de sua morte, preparando dois jovens para sucedê-lo no Caso Kira, Near e Mello, que investigariam o caso separadamente dali em diante. Light era assombrado pela memória de L sempre que falava com N. A grande quantia em dinheiro deixada por L foi de importância vital para a salvação dos agentes remanescentes da SPK em um ataque coordenado por Light Yagami. Após a morte de Mello e Light, Near assume a Identidade de L, enquanto Roger Ruvie assume a de Watari.

GaleriaEditar

 

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.